Facebook
Facebook
Pinterest
SOCIALICON

Para comer até rolar nas viagens, eu treino, suo mesmo. Após os 40, se não for assim, nenhuma roupa vai caber, e a saúde segue ladeira abaixo.

Há uns 5 anos faço Competition, em São Paulo e sou muito fã. O que mais amo, além do extremo profissionalismo, é que a academia não para.

Sempre tem algo novo, aulas que nunca vi, como a ginástica holística, e aparelhos modernos. Sério, os caras não se acomodam.

Aparelho que você treina e viaja com ele!

Agora, o Elíptico (ou Transport) foi trocado por outro com o melhor entretenimento que alguém que viaja pode querer: ele simula trilhas em lugares fantásticos, como Nova Zelândia e canyons em Utah (na foto deste texto).

Você escolhe o destino e a trilha. Conforme se exercita, a trilha segue, como es estivesse no lugar.

O legal é que você não pode parar no meio, senão, não vê o fim da trilha. Ferrou!

Ele trabalha quadríceps e glúteos, ajuda a fortalecer a musculatura dos membros superiores (em menor proporção. De acordo com o professor Leandro Fernandes, o aparelho melhora o sistema respiratório, entre outros benefícios.

“Com uma carga de fácil pra moderada, e fizer uma média de 30′ a 40′ terá um gasto calórico de 250 a 300 calorias”.

Ele conta ainda que aumenta a capacidade aeróbia, ajuda na coordenação motora e é seguro para articulações.

Além das trilhas, o aparelho tem Netflix, YouTube e ESPN, além de um navegador para  redes sociais e jogos.