Facebook
Facebook
Pinterest
SOCIALICON

Vou fazer uma trilha na Patagônia chilena em Torres Del Paine nas férias, em alguns meses. São 18 km de caminhada em meio a montanhas, ou seja, íngreme.

São 8 horas de caminhada nas montanhas geladas. Mas a vista quando se chega ao destino é daquelas inesquecíveis.

Meu objetivo é chegar à Base de Las Torres – esse cenário abaixo com o lago. De acordo com o hotel TierraPatagonia, que organiza todos os passeios aos hóspedes, a dificuldade é considerada alta.

Para sair da vida sedentária e conseguir fazer trilhas como esta, sem morrer, retomei em 2018 aquele velho plano de levar a sério a academia.

Meu treino é feito três vezes por semana na Competition em São Paulo. E não é porque eu treino lá, mas o acompanhamento dos professores é integral, além dos aparelhos estarem entre os melhores.

Pedi um treino curto, pois não me sobra tempo. São 40 minutos de musculação, bem focada, de duas a três vezes por semana. Comecei neste dia 8 de janeiro.

Não pense você que sou musa fitness. Nada. Sou daquelas que trabalha muito e mal tem tempo pra si, Ou seja, como você.

Um preparador acompanha o desempenho, o que está incluso no plano, não é pago a parte. Mas antes, fiz a avaliação física com direito a adipômetro – aparelho que mede sua gordura.

Estou 6 kg acima do que deveria. Isso já me tortura há alguns meses. Mas descobri que tenho  30% de gordura no corpo, quando o ideal é 22%. Bom, trilha Patagônia na cabeça pra ajudar no foco dos treinos!

Abaixo, descubra como é o percurso.

SONY DSC

Como é a trilha para Base de Las Torres

Base de las Torres é uma das caminhadas mais famosas do Maciço Paine, ou seja, exige resistência, e devolve o prêmio da vista das três torres de granito, acima.

A caminhada sobe por uma colina contínua por 1 hora, contornando o Rio Ascencio até chegar ao Paso de los Vientos. Dali, são 30 minutos até chegar ao acampamento chileno, para descansar.

Continua pelo bosque por mais 1h30, ganhando altura rapidamente com vistas de formações geológicas diversas.

A última hora é a mais desafiante e difícil, pois o caminho ziguezagueia em subida por um setor de morrena ou pedra solta, estando expostos ao vento e com um clima imprevisível.

Chegando ao mirante teremos, de perto, a clássica vista das Torres del Paine e se o clima permitir, dá para almoçar com esta fantástica paisagem.

A descida começa pelo mesmo caminho e leva aproximadamente 4 horas para chegar ao ponto de partida, motivo pelo qual, definitivamente, é necessário ter bons joelhos e uma sólida condição física.

“Esta excursão é dura e exaustiva para aqueles que não estão acostumados a realizar caminhadas de longa distância”contam os especialistas em Patagônia do hotel Tierra.

Bora se preparar?

Veja 4 passeios inesquecíveis na Patagônia, em Torres del Paine

Tierra Patagonia, hotel icônico em Torres Del Paine