Facebook
Facebook
Pinterest
SOCIALICON
Trem cruza ponte francesa em viagem sensacional (Foto Divulgação)

Trem cruza ponte francesa em viagem sensacional (Foto Divulgação)

Cruzar a Europa de Trem, como nos filmes românticos, parece um sonho e muita gente nem sabe por onde começar. Pois te digo, é simples, comece por aqui.

Por que de trem e não de avião ou ônibus?

Trens são rápidos e infinitamente mais práticos. Ônibus são mais baratos, mas demoram demais para quem tem pouco tempo de viagem.

Na maioria dos trens europeus, não há a burocracia dos aeroportos e você não precisa chegar com tanta antecedência. Não há check in com duas horas de antecedência, revista no raio-X, conferência de documentos e de bagagens.

O passageiro não paga pela taxa de embarque, nem pelo traslado de táxi ou ônibus até aeroportos, normalmente longe das cidades.

1 – Devo ter algum cuidado no embarque?

Sim! Seja pontual, pois trens não atrasam. Não tem jeitinho brasileiro, atrasou, perde e pronto.

A maioria deles encerra o embarque dois minutos antes do horário previsto de saída, além de não realizar procedimento de check in. Procure chegar com antecedência de 15 a 30 minutos para localizar a plataforma de embarque e o vagão.

2 – Há limite de bagagem?

O padrão de bagagem é de duas malas grandes por pessoa. Uma das vantagens de viajar de trem é que, diferentemente das companhias aéreas internacionais e das low cost ( baratinhas), não há regra para despacho, nem limite de peso.

Mas o passageiro fica responsável pelo transporte da bagagem, que é armazenada nos bagageiros superiores ou atrás de cada assento.

Bikes são bem-vindas, assim como pets =)
Passageiro embarca com bicicleta no TGV Lyria, que liga a França à Suíça_Crédito Rail Europe

Veja as dicas legais em nossa página do Facebook

Instagram: Inspire-se nas dicas e fotos sensacionais! @ladobviagem

3 –  Como comprar as passagens ainda no Brasil e com desconto?

O site da principal operadora de tem na Europa está totalmente em português. Você pode comprar bilhetes da Rail Europe (www.raileurope.com.br) e conseguir assento no dia planejado.

Pode inclusive conseguir descontos, em passes comprados com antecedência.

Com isso, você evita filas, sobretudo na alta temporada. O site também apresenta promoções, além de oferecer serviços como reserva de assento, o que pode ser exigido pelos trens de alta velocidade.

Além disso, os bilhetes são entregues na sua residência ou por e-mail

Muitos passes oferecem descontos para crianças, jovens até 26 anos e pessoas com mais de 60 anos. Independentemente da idade, na baixa temporada europeia é possível conseguir passagens com até 70% de desconto.

É o caso de uma passagem de Bruxelas para França. Em dezembro, bilhetes entre Paris e Bruxelas custam a partir de € 41 na segunda classe (cerca de R$ 125)*. Para coneseguir, tem que fazer simulações de datas e horários no site. Dá um trabalho, mas vale muito a pena!

*Valores aproximados e conversão feita em 30/10.

Trem de alta velocidade TGV Lyria percorre a região de Interlaken, na Suíça_Crëdito Rail Europe

4 – É preciso reservar o assento?

Se a passagem for para trens de alta velocidade, panorâmico (abaixo) ou noturno, a reserva é obrigatória. Se este for o seu caso, há duas soluções: comprar a reserva antecipadamente pelo site da Rail Europe ou contatar seu agente.

Lembre-se, se quiser dormir no trem e economizar uma diária de hotel, em um trecho mais longo, você pode. Só que esses trens noturnos são concorridos. Reserve seu assento.

Janelas do trem do trem panorâmico permitem apreciar a paisagem da Suíça_Crédito Rail Europe

Janelas do trem do trem panorâmico permitem apreciar a paisagem da Suíça (Divulgação Rail Europe

5 – Por onde começo?

No planejamento. Pegue o mapa, veja onde quer ir, escolha um caminho inteligente, sim, com o mapa na mão para seguir uma lógica, e defina os trens.

Definido o tempo de viagem, trajeto a ser feito, veja os passes que quer comprar. No site da rail você vê passes de um trecho, como aqueles que duram um mês.