Facebook
Facebook
Pinterest
SOCIALICON

O final de semana no Hotel Saint Michel, em Monte Verde (MG), é daqueles programas para se esquecer de todos os problemas e ganhar, pelo menos, um quilo, se for sortudo.

Em meio à Serra da Mantiqueira, o hotel tem piscinas, brinquedoteca, jardim com árvores gigantes, chá da tarde com guloseimas, inclusive mineiras, e um spa que é um luxo.

Desde 2017, com a renovação, novos chalés individuais entraram em cena. Fiquei em um deles.

Cortinas blackout e lençóis aquecidos individualmente, ou seja, cada lado da cama aquece o seu com o controle remoto, garantem o melhor sono que você pode pensar.

E é para dormir mesmo, pois o café da manhã do Saint Michel vai até as 12h. Simplesmente amei! Nada de horário para acordar nas montanhas.

Os chalés têm ainda lareira, TV de plasma, canais a cabo e varanda de cara para as araucárias em Monte Verde.

Chalé individual do Saint Michel – Andrea Miramontes/ Lado B Viagem

Chalés têm varandinha deliciosa, alguns tem até ofurô – Andrea Miramontes/ Lado B Viagem

Conceito francês

Toda a proposta do hotel de montanhas nasceu com a inspiração de um destino francês maravilhoso na França, Mont Saint-Michel.

O castelo-fortaleza francês do século 13, localizado na Normandia, é o terceiro destino mais visitado da França. Perde só para Torre Eiffel e do castelo de Versalhes.

Pixabay

Não tem como não se encantar com sua maravilhosa arquitetura medieval muito bem-conservada, o que também ajudou a render o título de Patrimônio Mundial da Unesco.

Seguindo por esse caminho, o hotel ainda tem um spa francês e um bistrô que é uma delicia, o L’Archange Gourmet Bistrot.

Lareira dá o clima de montanha no bistrô do hotel (Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Spa

Uma vez no Saint Michel, reserve duas horinhas para a imersão no  spa. O hotel fez uma parceria com a marca francesa e criou o único spa do tipo em Monte Verde.

Tratamentos como as massagens com produtos de amêndoas, esfoliações, a linha immortelle para os tratamentos faciais, tudo é feito conforme o protocolo de atendimento da marca.

Neste post do Instagram, passe com a seta para ver o interior do spa e alguns tratamentos.

Um ofurô e as espreguiçadeiras com música para meditação, no clima dentro do spa,  convidam a um relaxamento.

Nos quartos, amenities também são da grife, na linha Verbena, conhecida por relaxar as tensões musculares.

Amenities dos quartos da grife L’Occitane en Provence – Andrea Miramontes/ Lado B Viagem

Restaurante e comidinhas

Monte Verde não é lugar de dieta, já vou logo avisando. Toda tarde, às 17h, tem um chá da tarde. Ao contrário do que o nome propõe, não tem só um chazinho.

Uma seleção de pães, bolos caseiros e tortas cheias de cremes deliciosos ficam lá à disposição para aplacar aquela fominha antes do jantar.

Andrea Miramontes/ Lado B Viagem

O café da manhã é servido neste mesmo restaurante, com frutas frescas, coalhada, pão de queijo e ovos feitos na hora.

O charme fica com a vista para a mata verdinha lá fora. O atendimento é de primeira, com funcionários muito bem-treinados que te ajudam a deixar seu waffle perfeito.

Café da manhã do Saint Michel – Andrea Miramontes/ Lado B Viagem

Para jantar, é aberto um outro restaurante, o Bistrô  L’Archange, que fica dentro do Saint Michel. Delicioso. Fui na opção vegetariana, risoto de arroz negro servido com pinhão.

Foundue é uma das especialidades do bistrô. De sobremesa, dividi um foundue de chocolate Lindt – tem que ser dividido, gente, é imenso.

Para espetar e mergulhar na cumbuca de chocolate, são colocadas várias frutas picadas, marshmallow e bolacha waffle.

Escorreu uma baba aí? Pois bem, você ainda pode optar por outros, como o de ninho com nutella.

Diferentemente o chá da tarde e do café da manhã, o jantar não está incluso na diária.

Risoto de arroz negro com pinhão – Andrea Miramontes/ Lado B Viagem

 

Como chegar e quanto custa

O hotel Saint Michel está em boa localização em Monte Verde, com fácil acesso a qualquer tipo de carro.

Fica perto da avenida principal, mas a uma caminhadinha considerável do centrinho mais badalado. Então, adepta do conforto, aconselho ir de carro.

Monte Verde fica a aproximadamente 170 km de São Paulo. Trata-se de um distrito de Camanducaia, por onde você passa para chegar lá. Depois de passar por dentro da cidade, pega-se uma serra.

Essa estradinha não é perigosa e está toda asfaltada. Mas é cheia de curvas acentuadas, que ressaltam as montanhas ao redor, o que a deixa muito linda para uma viagem durante o dia.

Quem tem doguinho com menos de 10 kg em casa pode tratar de levar junto. Para completar o acolhimento, Saint Michel também aceita seu filho de fuça.

O preço da diária do Saint Michel está a partir de R$ 631, o que muda dependendo da época do ano. Inverno é alta por lá, e em maio o preço já altera.

Já neste chalé especial em que me hospedei, a tarifa para o casal  custa a partir de R$ 1127.