Oito coisas imperdíveis para aproveitar no histórico Gran Meliá Nacional Rio

nacional 6

Após 21 anos de abandono, o hotel sinônimo de glamour dos anos 70 revive em uma restauração impressionante. É o antigo Nacional, que renasceu com o Gran Meliá Nacional Rio.

Renovado, o hotel ganhou ares contemporâneos com todas as obras de arte preservadas. Aberto em 1972, o cinco estrelas Hotel Nacional era o rival número um do Copacabana Palace, lotado de famosos e festas de arromba.

O edifício feito pelo arquiteto Oscar Niemeyer foi tombado como Patrimônio Municipal em 1998.

Quando for se hospedar ou mesmo visitar essa obra de arte, veja oito destaques para não perder!

1 – Curvas e vãos de Niemeyer

2 gran melia rio

Imensos vãos livres sem colunas e curvas na arquitetura da fachada, área da piscina e lobby não negam a origem preservada: ao entrar no Gran Meliá, você respira Niemeyer.

Pai da arquitetura modernista brasileira, Oscar Niemayer morreu em 2012 e deixou mais de 600 obras pelo mundoo todo. Com a renovação do hotel, agora é possível se hospedar em uma obra de arte.

2 – Luminária com rabos de sereia 

8

O hóspede mal fez o check in e, ainda no lobby, não consegue tirar os olhos dos 12 metros de luminária feita de papel machê de Pedro Corrêa de Araújo.

As caudas de sereia de papel foram moldadas à mão. Cristais pendurados na luminária representam as gotas de água, respingos feitos pelas sereias ao bater no mar.

1 gran melia rio

3 – Mosaico esculpido na parede – Carybé

Niemeyer, que era conhecido como o arquiteto que suavisou o concreto, ganhou outro aliado em sua obra no Nacional.

O artista argentino de alma baiana Carybé brincou ainda mais com o concreto, ao esculpir placas gigantes com mosaico com traços delicados que contam histórias da Bahia, seu grande amor.

Carybé fez diversas ilustrações para a literatura, como para livros de Jorge Amado e Rubem Braga, além de ilustrar para Gabriel García Márquez.

carybe

 

Siga a gente nas redes! 😀

Veja as dicas mais legais em nossa página do Facebook

Twitter: Sigam-me os bons!

Inspirações para viajar mais no Insta do Lado B! 

nacional 7

4 – Jardim de Burle Marx

O jardim projetado pelo paisagista Burle Marx leva o visitante pelas curvas e espelho d´água, delicioso para adimirar as paisagens de morros e da orla.

Cabanas de descanso foram montadas ao longo do caminho, para que você passe horas bebericando dentro de uma obra de arte com vista para morros, pedra da Gávea e praia de São Conrado.

5 – Uma sereia na piscina 

A restauração do hotel, que custou R$ 430 milhões, ainda preservou a escultura Sereia de Alfredo Ceschiatti, que fica na piscina, sensualizando de cara para o mar.

Sem dúvida, é a princesinha da praia de São Conrado.

6

6 – Drinks clássicos reiventados

Inspirado nos anos 50, o bar Amaro, no lobby do hotel, tem vários drinks ímpares, como essa caipirinha exótica, abaixo.

Além da cachaça, a bebida tem gin, lichia, tangerina e manjericão. Di-vi-na!


7 – Amenities e spa Clarins

O hotel segue a linha da marca francesa Clarins, que tem um spa no lugar.

No seu quarto, os amenities também são da marca, sinônimo de luxo e bem-estar. Quem – especialmente a mulherada – não ama esses frasquinhos que atire o primeiro shampoo.

nacional 8

8 – Vista dos quartos

O hotel, de frente para a praia de São Conrado, está rodeado pelo oceano, pelo morro Dois Irmãos, pela Pedra da Gávea e Pedra Bonita.

Como o prédio é cilíndrico, seu quarto vai sempre ter uma vista fantástica para alguns desses pontos. 

7

Mais hotéis maravilhosos:

Experiência all inclusive no deserto! Descubra melhor do Atacama

Cabanas luxuosas na mata chilena propõem ócio nas ilhas Chiloé

Margaritaville tem localização especial e capta o espírito de Key West

E, com a vista, fica até gostoso malhar, fala a verdade?

Author Description

Andrea Miramotes, Lado B Viagem - todos os direitos reservados na autoria dos posts