Facebook
Facebook
Pinterest
SOCIALICON

O queijo que fio inventado por causa de uma história de amor tem sua origem em cavernas na cidade de Roquefort-sur-Soulzon, no coração do Sudoeste da França em Midi-Pyrénée.

Lá são produzidos o mais famoso blue cheese (queijo azul), de mesmo nome, há mais de 2 mil anos. No centro das montanhas estão as cavernas da Societé, onde é feito o queijo.

A delícia é produzida dentro das cavernas de pedra. Em português, Roquefort significa “rocha forte”. A cidade fica incrustada em meio a um paredão de pedra, o conjunto montanhoso chapada de Combalou.

Durante a visita à produção do queijo na Societé, simulador mostra como aconteceu o terremoto na região que criou fissuras naturais dos rochedos com microclima perfeito para a produção do queijo.

Feito com leite de ovelhas da região, o roquefort tem consistência de massa firme, mas cremosa, na qual são injetados fungos chamados Penicillium, os responsáveis pelo aspecto verde azulado salpicado no queijo. Em seguida, passa por um processo de maturação de três meses.

Queijo foi descoberto por história de amor

Dentro das caves se descobra a história romântica do queijo. Reza a lenda que um pastor distraiu-se com uma pastora enquanto preparava o lanche.

Ele esqueceu então seu pão e queijo numa caverna localizada nas montanhas de Combalou, na região.

Quando voltou muitas horas depois, encontrou o queijo coberto de bolor, mas comeu mesmo assim. Estava delicioso. Dessa forma, havia descoberto o queijo roquefort.

Após a visita, o turista prova o famoso blue cheese na temperatura correta. Em casa, ao tirar da geladeira, espere cerca de uma hora para servir.

Há vários produtores pela pequena cidade, e muitos deles oferecem degustação, como na Societé. Somente ovelhas e produtores na região de Roquefort-sur-Soulzon são autorizados a produzir o queijo milenar.

Veja aqui tudo sobre a região de Midi-Pyreneé. Inclusive, fiz esse miniguia que ajuda a vistar a região. Lá você vai ver como navegar nos botões do guia para programar sua viagem!