Vale a pena ir ao restaurante Giratório, em Santiago do Chile?

Da mesa, a cada gole de vinho a paisagem muda (Foto: Pedro Paulo Coelho/Lado B Viagem

A cada gole de vinho a paisagem muda (Pedro Paulo Coelho/Lado B Viagem)

 

 

A vista é mesmo linda, mas passamos por lá com o olhar mais crítico para que você evite decepção. Vá ao lugar sabendo o que vai encontrar!

Veja as principais dúvidas do turista sobre o passeio no restaurante El Giratório, em Santiago do Chile:

1 – É caro?

Caro ou barato depende do bolso de quem analisa. Mas em geral, sim. Um prato, individual, não sai menos de uns 12 mil pesos (uns 60 reais, na conversão de dez/14). Para duas pessoas, com vinho, a conta saiu R$ 250.

2 – Posso ir para tomar só um drink?

O garçom vai reclamar. Em qualquer restaurante chileno, quando você senta, eles pressupõem que você vai comer e desatam a falar se ficar só bebendo.

3 – Preciso reservar mesa?

Se quiser se sentar ao lado do vidro, sim. Talvez na alta temporada também seria prudente. Mas sem reserva não tivemos problema. Chegamos e sentamos numa boa. Todas as mesas têm uma vista linda da cidade.

4 – Ele gira mesmo? Atordoa?

Gira, bem devagarzinho, tem que prestar atenção para perceber. Mas, se a pessoa tem labirintite, não recomendo. Ver a parede se movimentar pode dar sim um mal-estar.

5 – É chique? Preciso ir de longo?

Não. Todo aturistado, o restaurante está forrado de brasileiros e cada um se veste como quer.

6 – É melhor no almoço ou no jantar?

Almoço, sem dúvida, e em um dia lindo, porque a grande vantagem do lugar é a vista. Se for para jantar, vá antes do pôr do sol. Realmente lindo de lá

7 – Saiba os 5 pecados do lugar:

– O prédio não é tão alto como você espera

– Um recipiente de suco industrial, como aqueles de refeitório da firma que mistura ki-suco, dá uma cara esquisita para um lugar desses na entrada da cozinha

– Ao girar, uma hora você passa em frente à entrada da cozinha. Aí  vira um passa-passa de garçom sem fim

– Não há estacionamento

– Há pouquíssimas opções vegetarianas

Junte-se aos viajantes:

Correspondente em Nova York ensina como curtir um jazz de primeira por lá

Veja as dicas mais legais em nossa página do Facebook

Instagram: Inspire-se nas dicas e fotos mais legais! @ladobviagem

Twitter: Sigam-nos os bons!

Author Description

Andrea Miramotes, Lado B Viagem - todos os direitos reservados na autoria dos posts