Christiania, em Copenhagen, vive Sociedade Alternativa de Raul Seixas

1600px_COLOURBOX19428618

Se Raul Seixas fosse vivo, provavelmente estaria em Christiania. Trata-se de um bairro hippie que vive a verdadeira sociedade alternativa.

Chamado de “free town”, o lugar parece uma pequena cidade que parou nos anos 70, dentro de Copenhague, na Dinamarca.

O bairro nasceu em 1971, quando a área militar abandonada no distrito Christianshavn foi dominada por invasores.

Os ocupantes queriam um lugar livre de imposto e com suas próprias leis. E conseguiram, pois quem mora lá não paga aluguel ou impostos. Cerca de mil pessoas vivem em Christiania.

Muito comércio é feito na base do escambo. É possível achar pontos de troca com coisas que as pessoas não querem mais. Você pode pegar o que quiser e deixa algo em troca.

1600px_COLOURBOX19428598

“Faça o que tu queres, pois é tudo da lei, da lei”

1600px_COLOURBOX19428585

Sim, por lá, é tudo da lei, menos fotografar. Ao chegar ao bairro, guarde a máquina fotográfica e o celular.

Meu equipamento quase foi tomado da mão por moradores furiosos, que não permitem registros de jeito nenhum.

Nas ruas, a anarquia organizada traz a sensação de estar em outra cidade, que não Copenhague.

Você encontra restaurantes de comida orgânica, shows, feira de artesanatos, esculturas, artistas, grafites, cafés e muito maluco-beleza, em um ambiente livre. Eles têm até a própria cerveja.

O bairro já teve problemas com as autoridades pela venda de substâncias ilegais.

*Viajamos para o exterior conectados, com chip Easysim4u.  Você pode comprar com exclusividade neste link seguro

Nyhavn: o lugar do happy hour em Copenhague

* O museu mais lindo que já visitei fica do lado de Copenhagen

E quando você se acha muito esperto fazendo fotos que dobram no espelho, lá estava raulzito, nos anos 70:

Raul-Seixas

Author Description

Andrea Miramontes - direitos reservados na autoria

Jornalista, viajante, curiosa, vegetariana e protetora de animais