Facebook
Facebook
Pinterest
SOCIALICON

A clássica Bahia de palmeiras e coqueiros, com rede à beira-mar, tapiocas, tudo pé na areia na praia em Ilhéus, sul do Estado.

Não demora muito para colocar o chinelo e se sentir em casa. Afinal, como diria Jorge Amado, filho de Ilhéus, ser “baiano é um estado de espírito”.

Cana Brava All Inclusive Resort é um verdadeiro paraíso. São 70 mil metros quadrados à beira-mar cortados pelo Rio Jairi. O rio nasce na Mata Atlântica, passa pelo resort e desagua no mar.

Rio, lagoa e oceano ladeados por palmeiras é o cenário perfeito para um passeio de caiaque ou stand up paddle ao cair do dia.

Stand up paddle na lagoa do resort, onde se pratica caiaque e passa a tirolesa (foto: Divulgação/ Cana Brava)

Piscina feita para relaxar, sem atividades e com bar molhado (foto: Divulgação/Cana Brava)

Sereia do Rio Jairi, que corta o resort e deságua no mar (foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Duas piscinas gigantes, com pontes e bares molhados, convidam ao mergulho. Uma delas tem atividades, brincadeiras com crianças e música. Já a outra foi projetada só para relaxar.

Mais bares, em um total de 6, estão espalhados pelo complexo, que tem ainda cabana de massagem, três restaurantes, quadras de tênis e volei de areia, e academia climatizada de cara para o mar.

É o único resort all inclusive de Ilhéus localizado na praia e não do outro lado da rodovia.

Piscina principal onde acontecem atividades e a garotada se esbalda (foto Andrea Miramontes/Lado B Viagem)

Brinquedões ficam na piscina que tem atividades, a escolhida pelas crianças (foto: Divulgação/Cana Brava)

Piscina para relax, iluminada durante a noite (foto: Divulgação/Cana Brava)

São duas piscinas gigantes, rodeadas de palmeiras, com bares molhados (foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Casais em lua de mel levam vantagem. Pombinhos ganham de presente espumante, massagem, chocolate e decoração especial em uma refeição.

Não pagam a mais por isso, mas têm que comprovar o casamento recente e avisar da lua de mel na reserva.

Cabana para massagem com o barulhinho do mar (foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Aventura

Acabou de inaugurar uma área de esportes de aventura, com escalada, tirolesa e arvorismo, além de stand up paddle e caiaque, entre a lagoa e o mar.

São 10 metros de escalada, 15 pontes para arvorismo e 120 metros de tirolesa que passa acima do lago. É a única área do resort que há um custo de R$ 20 para participar.

Apesar da vida de viajante há 20 anos, eu nunca tinha feito tirolesa. Acreditam? Foi minha oportunidade e não me arrependo nem um pouco. Passe a seta no post para assistir ao vídeo.

São 15 pontes para arvorismo, realizado entre a lagoa e o mar (foto: Divulgação/Cana Brava)

As pontes de arvorismo ficam junto da parede de escalada, no complexo de aventura (foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Tirolesa atravessa a lagoa no complexo de aventura do resort (foto: Divulgação/Cana Brava)

Dá zero medo de atravessar a lagoa quase que voando, mesmo porque é uma tirolesa pequena. A sensação de liberdade é deliciosa.

Três monitores te acompanham e cuidam da sua segurança. Há ainda uma tirolesa menor, em que crianças acima de 3 anos já podem fazer.

Fuja da dieta

Não resista. Seu dia vai começar com um café da manhã de frente para a piscina cheio de guloseimas baianas.

Bolo de carimã (mandioca) tapioca de leite condensado ou de queijo coalho, frutas e ovos feitos na hora  acompanham sua xícara de café.

Café da manhã no restaurante Encontro das Águas, de cara para a piscina  (foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Absolutamente tudo está incluso no hotel, como bebidas alcóolicas e o restaurante à la carte, recém-inaugurado.

Coco Dendê, de culinária baiana, é1` a novidade à la carte do resort. Além de peixes e carnes também tem opções vegetarianas, como o risoto de quinoa com zucchine e saladinhas, minha opção.

De sobremesa, passa aquele carrinho que é um terror, cheio de docinhos confeitados, cremosos e envoltos em caldas. Fui de cocadinha mole. Aliás, fui não, repeti a cocadinha mole.

A carta de drinks é ainda mais deliciosa. E, na terra do cacau, indico duas alquimias de olhos fechados.

O drink Cacau Tropical leva licor de cacau, suco de maracujá e gelo. O outro chama-se Sofisticado, a cereja do bolo do Coco Dendê.

Sofisticado tem gin, creme de cacau e cointreau, servido em um copo de margarita com direito a borda de sal.

Sensacional.

View this post on Instagram

Coco Dendê 😋 é o novo restaurante, este à la carte, do all inclusive @canabravaresort 🌴que tem drinks sensacionais, como este: gin, cointreau e creme de cacau (afinal estamos na capital mundial do cacau!) 🍸 . Fiquei meio vesga na foto 😂 mas sou meio vesga mesmo kkk e é difícil fazer selfie sem parecer louca. Então, foi essa mesma 🙋🏻‍♀️ . #besthotels #lovehotels #drinks #travelgirl @mapacomunicacao #besthotels #lovehotels #window #theview #allinclusive #paradise🌴 #allinclusiveresort ##MinhaViagemLivre #meucliquenafolha #MeuCliqueEstadao #BBCtravel #LoveTheWorld #luxurylifestylemagazine #bestvacations #IamaTraveler @beautifulmatters #beautifulmatters

A post shared by Andrea Miramontes 🇧🇷| Travel (@ladobviagem) on

Risoto de quinoa com zucchine no jantar do restaurante Coco Dendê (foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Restaurante à la carte Coco Dendê é uma das novidades do Cana Brava (foto: Andrea Miramontes/Lado B Viagem)

Pudim do carrinho de doces, que também tem cocadinha mole, indicadíssima (foto: Divulgação/ Cana Brava)

Sigo ignorando minha dieta nos meus dias por lá. Durante as tardes, uma barraquinha com baiana oferece tapiocas e acarajé feitos na hora.

Formigona, não resisti à tapioca de coco e leite condensado.

Há mais dois restaurantes no resort. O Encontro das Águas, onde acontece o café da manhã,  tem jantares temáticos (italiano, baiano, português, asiático…) todos os dias.

Já o Mar à Vista fica aberto durante a tarde com estação de pizza, crepes e hambúrgueres para matar aquela fominha entre o almoço e o jantar.

Todas as tardes, os cantinhos das baianas têm tapioca e acarajé feitos na hora (foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Restaurante Mar à Vista tem mesinhas para a praia com crepes, pizzas e lanches durante a tarde (foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Famílias com bebês

Há bebês por todo canto, nos carrinhos com os pais, nas piscinas e alguns mais corajosos, como esta fofura abaixo que desafiou o brinquedão ainda na fralda.

O complexo todo foi pensado na família. E também para mamães ficarem tranquilas, curtirem praia e massagem, enquanto a garotada se diverte com os monitores.

Parquinho na areia com o mar à frente! A criançada se esbalda no resort (foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Clubinho para a garotada tem cinema, brinquedões, monitores e jogos (foto: Divulgação / Cana Brava)

Uma baby copa com papinhas prontas por nutricionistas, no meio do jardim, é o sonho de consumo para mamães que buscam sossego nas férias.

Leite e frutas frestas, tudo esterilizado, papinhas prontas ou acessórios para você preparar a sua estão disponíveis 24 horas no chalezinho charmoso.

Já os maiores, a partir dos 5 anos, ficam com os monitores o dia todo. Além de parquinho, atividades na piscina e na praia, eles têm também um parque interno, o Clubinho do Sol, com brinquedões, jogos e cinema.

Baby copa tem papinhas feitas por nutricionistas e frutas e legumes se você quiser preparar a do seu bebê (foto: Divulgação/ Cana Brava)

Cinema com direito a pipoca tem duas sessões, para as crianças às 16 h e para adultos às 20h (foto: Divulgação/ Cana Brava)

Por dois anos consecutivos, o Cana Brava ganhou o prêmio Zarpo como o melhor resort e hotel de recreação do Brasil, como lembra o diretor comercial do Cana Brava, Rafael Espírito Santo.

“Temos 28 anos. De seis anos para cá, passamos de 40% a 81% de ocupação, com um índice de satisfação de 91%”, conta. “Levamos muito a sério os feedbacks dos hóspedes.”

“Todos os anos também há novidades por aqui, pois queremos que a pessoa volte e se encante novamente”, completa Rafael.

Quartos e chalés

Nos quartos há opções de apartamentos e chalés, para deixar a família inteira juntinha e sala de apoio.

Todos com rede baiana na varanda, ar-condicionado, cofre individual, frigobar e TV a cabo.

Vista da varanda do meu quarto, com rede, que eu não queria sair jamais (foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Suítes e chalés estão entra as opções, todas com ar-condicionado, frigobar e rede na varanda (foto: Divulgação/ Cana Brava)

Suítes tem sala com sofá-cama para abrigar a família toda junta (foto: Divulgação/ Cana Brava)

Festival, Ilhéus e preços

Todas as noites há um show à beira-mar no resort, com forró, Dj ou luau após o jantar. O intuito é que você nunca saia do resort. E, sinceramente, não dá mesmo vontade de sair.

Mas, como estamos na terra de Jorge Amado e do cacau brasileiro, indico que tire pelo menos uma tarde para mergulhar na cultura do Brasil.

A pouco mais de uma hora do hotel estão as fazendas de cacau, uma riqueza da região que vale a pena conhecer, até pela história do cacau, muito importante na Bahia.

Já no centro de Ilhéus, não perca a visita ao Bataclan, cabaré dos anos 20 imortalizado por Jorge Amado, à casa do escritor e ao bar Vesúvio. É neste bar, que na ficção de Amado, o personagem Nacib se apaixona por Gabriela Cravo e Canela.

Alguns festivais especiais também acontecem no Cana Brava. Agora em janeiro repete-se o festival das cores, que aconteceu em julho e foi um sucesso.

O Festival das Cores é inspirado na festa indiana Holi Festival, que comemora a chegada da primavera na Índia. A festa se espalhou pelo mundo.

Além de muita comida, bebida e música, as pessoas atiram uma tinta especial umas nas outras. No final, estão todos coloridos na maior festa.

Capelinha já estava no complexo antes do hotel e foi preservada. Um charme! (foto:Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Minha piscina preferida é é a mais tranquila, também cercada por palmeiras. Que saudade! (foto: Blog Lado B Viagem)

Todas as diárias são all inclusive  e começam em R$ 850 para duas pessoas, com no mínimo três diárias. Alta temporada e eventos especiais podem mudar o preço.

No Réveillon, acontece um cortejo afro, ritual guiado por baianas e pelos monitores.

Prepare-se para pular as 7 ondas na terra de Iemanjá, com direito a tochas, batida do tambor e muitas flores.

No resort, você vira o ano pé na areia, no complexo de 70 mil metros quadrados (foto Divulgação/ Cana Brava)

Réveillon tem tochas e tambor na praia para o ritual das 7 ondas (foto: Divulgação/ Cana Brava)

Como chegar

O resort fica a 20 minutos do aeroporto de Ilhéus. Um serviço terceirizado de transporte faz o traslado, contratado a parte por R$ 95 por pessoa.

Cana Brava Resort – Rodovia Ilhéus, Canavieiras, Km 24 – Olivença – Ilhéus – BA

O blog Lado B Viagem foi a Ilhéus a convite do Cana Brava Resort

Novamente para finalizar, porque o pôr do sol baiano pode ser repetido mil vezes que a gente nunca vai enjoar (foto Divulgação/ Cana Brava)