Twitter
Visit Us
Follow Me
Pinterest

Biba Dushi é uma expressão em papiamento, a língua mãe de Aruba, que significa “viva docemente” ou “Carpe Diem” =  aproveite a vida.

Não poderia ter destino melhor para aproveitar a vida do que nesta ilha paradisíaca, com praias estonteantes, hotéis para todos os bolsos, passeios e esportes de água, comida deliciosa e de história rica.

É ou não o sinônimo das férias perfeitas? Aruba está próxima à costa da Venezuela e ostenta a paisagem caribenha dos verdes e azuis, em águas cristalinas.

Baby Beach é uma das melhores praias de Aruba’; está neste roteiro – Andrea Miramontes @ladobviagem

Mas a ilha vai além dos passeios nas praias lindas, que também estão neste texto.

Indico não perder o Parque Nacional Arikok, um dos símbolos da ilha, as cavernas milenares, a arquitetura colonial da capital, Oranjestad, e os murais da cidade de San Nicolas.

Vamos comigo a 6 passeios imperdíveis, na lista perfeita para salvar. Os valores foram apurados em abril de 2022.

Já para saber os documentos necessários e como chegar à ilha clique aqui.

1 – Parque Arikok, cavernas e penhascos

O passeio off road leva o visitante para o centro da ilha, além-mar. Quem poderia imaginar que boa parte de Aruba é formada por deserto?

Um 4×4 leva o visitante para conhecer o Parque Nacional Arikok, com cactos e mais plantas exóticas, depois segue para praias vistas do alto de penhascos e cavernas milenares.

Visite cavernas milenares, que um dia estiveram debaixo da água – Andrea Miramontes @ladobviagem

Começo pelo parque, que ocupa quase 20 % da ilha, de norte a sul e reúne fauna e flora locais.

Arikok tem 78 km de trilhas, desde as mais simples, que permitem caminhada a todos sem dificuldade. É possível fazer de carro também.

Na trilha, um guia explica os aspectos históricos, naturais e culturais de Aruba, ao passar por bosques de cactos gigantes e pequenas cavernas com pinturas rupestres milenares.

A flora de Aruba está toda neste passeio por Arikok, com a companhia de plantas exóticas – Andrea Miramontes @ladobviagem

As pinturas de duas cores, uma das únicas de todo Caribe, foram feitas por índios, os primeiros habitates da ilha.

É lá que está também um exemplar de uma das casas mais antigas da ilha, construída em adobe. Foi a residência do holandês que deu nome ao parque, Arikok. Ele viveu por lá em 1730.

Casa em adobe de 1730 pertenceu ao holandês Arikok, que dá nome ao parque nacional – Andrea Miramontes @ladobviagem

O parque se estende ao litoral. Já de carro, durante o passeio de jeep, você vai visitar as cavernas milenares: Guadirikiri Cave e  Fontein Cave.

É possível passear pelos salões das cavernas, que um dia foram subaquáticas, ver as algas dormentes, que, na época de chuva, ganham cores verdes e marrons intensas.

Respeite os donos da casa, os morcegos inofensivos que podem sobrevoar sua cabeça. Para protegê-los, os salões onde vivem não podem ser visitados.

Conheça as cavernas de Aruba, que um dia já foram subaquáticas – Andrea Miramontes @ladobviagem

Cavernas de Aruba, no passeio de jeep por Arikok – Andrea Miramontes @ladobviagem

Ao sair das cavernas, o passeio te leva por praias recortadas por penhascos.

Estas não são praias indicadas para banho, devido à corrente forte, mas que rendem fotos maravilhosas, como Dos Playa.

Praias de Aruba vistas do alto do penhasco – Andrea Miramontes @ladobviagem

Quanto tempo: Há passeios de 4 e de 7 horas

Preço: a partir de Us$ 79

Quem leva: De Palm Tours

2 – Catamarã de luxo

Se está disposto a investir em um pequeno luxo inesquecível durante a viagem deve considerar o catamarã AWA.

O barco lembra um pequeno iate. Quem já assistiu à série Below the Deck, com a rotina dos tripulantes dos iates milionários? O passeio se parece muito com as navegações do reality.

catamarã barco de luxo aruba.JPG

Catamarã AWA lembra um pequeno iate, como os luxusoso da série Below the Deck – Andrea Miramontes @ladobviagem

Diferentemente de outros catamarãs caribenhos com muitos turistas, o barco acomoda até 15 pessoas, tem wifi e aceita sua playlist.

Entre a diversão a bordo estão stand up paddle, equipamento para snorkel, para uma parada no mar, rede para tomar sol, além de comidinhas e bebidas o tempo todo.

Sou vegetariana, e não me faltou um taco delicioso. Quem ama espumante pode se esbaldar, mas aconselho aproveitar a ocasião para tomar balashi, a cerveja de Aruba, feita inteiramente por mulheres. Prove a de manga.

 

Internamente, o catamarã é equipado com sala, cozinha, dois quartos e banheiro. Este vídeo do Instagram mostra como é dentro da navegação.

O barco também é superestável. Eu, que costumo ficar muito mareada, nem senti o balanço, o que me permitiu curtir absolutamente tudo, desde a rede até a gastronomia a bordo.

Quanto tempo: a partir de 4 horas

Preço: para 6 pessoas, custa US$ 1800

Quem leva: AWA

3 –  Oranjestad, a capital de Aruba

Casinhas estilo colonial foram preservadas em Oranjestad, a capital de Aruba – Andrea Miramontes @ladobviagem

A colorida Oranjestad é a capital de Aruba. Na cidade está o aeroporto internacional do país, por onde você chegará, além do porto, caso você visite Aruba em um cruzeiro.

Além de ideal para compras e serviços, a cidade ostenta uma mistura de arquiteturas, incluindo a herança colonial lindíssima.

Vale a caminhada pelas ruas movimentadas. Nas casinhas antigas, você pode topar com restaurantes e lojas de grifes internacionais.

Algumas casas históricas abrigam restaurantes charmosos, como este italiano – Andrea Miramontes @ladobviagem

Oranjestad significa “cidade laranja” em holandês, que colonizou o país, que pertence à Holanda, mas tem governo independente.

Muitos restaurantes charmosos estão na cidade, dentro de casas seculares, como o italiano acima.

Durante a caminhada, passe pela construção mais antiga de Aruba, o Forte Zoutman, que data de 1798.

O forte foi feito para proteger a cidade dos piratas, muito comuns naquela região do Caribe. Lá você pode ver a  Torre Willem III, o farol e torre do relógio.

Torre Willem III faz parte do forte, a primeira construção da capital, feita para proteção contra piratas

Oranjestad, a capital de Aruba, vista do mar – foto Pixabay

Você pode fazer o centro de Oranjestad de bonde, Em 2012 a cidade inaugurou um bondinho vintage, que liga o porto ao centro.

Uma mão na roda se chegar ao país a bordo de um cruzeiro.

Bondinho vintage liga o porto ao centro de Oranjestad – foto Aruba.com

No trajeto, o bonde passeia pela história de Oranjestad,  por monumentos e centros comerciais. É o momento de comprinhas, cafés e passeio urbano.

Durante sua caminhada e o caminho do bonde, você certamente vai se deparar com estes cavalos azuis. Sabe o que significam?

Cavalos azuis espalhados por Oranjestad representam momento histórico (abaixo) – Andrea Miramontes @ladobviagem

São 8 cavalos instalados em Oranjestad em 2015 que representam  ‘Paardenbaai’ (Baia dos cavalos).

Nos anos de 1700 e 1800, cavalos faziam parte do comércio e a economia de Aruba.

Os animais azuis relembram o momento histórico em que cavalos que seriam exportados pularam do do navio para o oceano e nadaram até  a baía.

4 – Murais de San Nicolas

Murais estão em toda parte pela cidade de San Nicolas – Andrea Miramontes @ladobviagem

Outro passeio urbano para colocar na sua lista é a cidade de San Nicolas, a apenas 19 km da capital, Oranjestad.

É lá que estão os famosos murais de Aruba.  A transformação de San Nicolas em um Art District foi programada.

Artistas internacionais como BordaloII, Amsterdam Street Art, Bond Truluv mudaram a cara da cidade.

A caminhada por San Nicolas, com direito a muitas fotos coloridas, pode ser feita individualmente, de forma gratuita.

Mas fica melhor ainda quando guiada pelo especialista.

Preço: tours a partir de US$ 10

Onde agendar: Aruba Murals Tours

5 – Praias  essenciais

Todas as praias são lindas, tendo em vista que tudo por lá é Caribe de águas transparentes que chegam ao turquesa.

Mas anote a dica  para conhecer, ao menos, 4 delas, que são lindíssimas: Baby Beach, Palm Beach, Eagle Beach e Mangel Halto.

Começo por Baby Beach, dona das cores mais incríveis, mar calmo e quentinho. Essa praia é de uma calma sem fim.

As “Mulheres na Viagem”: Andrea Miramontes, Natalie Soares, Sylvia Barreto e Natalia Manczyk em Baby Beach (foto Daniela Bianchini)

Alugue uma das cabanas na areia e se prepare para passar pelo menos  meio dia por lá visto que o local tem infra estrutura como bar e banheiro.

Na praia de Palm Beach está o agito. Com uma avenida cheia de bares e restaurantes, o local é ideal para quem curte mais do que areia e sol.

O mar, embora mais frio do que em Palm Beach, também é transparente e convidativo.

Palm Beach, em Aruba, mar transparente e convidativo – Andrea Miramontes @ladobviagem

Eagle Beach abriga as famosas árvores Divi-Divi. As árvores que entortaram pelos ventos fortes de Aruba ficaram conhecidas por este nome, mas o nome correto delas é Watapana.

Essas árvores são encontradas em mais pontos de Aruba, mas a foto clássica, com o mar turquesa atrás, só em Eagle Beach.

 

Já a praia Mangel Halto é a ideal para prática de caiaque e snorkel, além de deliciosa para lagartear no sol.

Conto sobre os passeios abaixo.

6 – Snorkel e caiaque

Venta muito em Aruba, então, é preciso achar o lugar certo para a prática de esportes como caiaque e stand up paddle. Também aconselho ir com guia, sempre acompanhado, para não se perder.

Os passeios valem cada remada. Conforme você avança no mar, as cores mudam, de um azul petróleo profundo, passando pelo turquesa e verde transparente.

Clique neste post abaixo, passe com a seta e veja o vídeo da mudança de cores no mar.

As cores se transformam de acordo com a profundidade e presença de corais.

Em Mangel Halto é possível sair de caiaque até o ponto de snorkel, para ver peixinhos coloridos no meio do mar.

Novamente, este passeio deve ser feito com guia, até para ele te mostrar o ponto correto para snorkel.

Descubra aqui onde ficar em Aruba, documentos que você precisa para entrar na ilha, idioma e muito mais.

Snorkeling em Aruba – foto Pixabay

Siga o @ladobviagem no Instagram!

Como chegar a Aruba? Que documentos eu preciso? Miniguia te ajuda

 

A viagem a Aruba foi feita a convite do país (Aruba.br) para o projeto Mulheres na Viagem, que incentiva o público feminino a viajar de forma independente pelo mundo. Participam também do projeto Sylvia Barreto (Viajar é Simples), Natalia Manczyk (Porta de Embarque) e Natalie Soares (Sundaycooks).