Hotéis com arte: família Vik imprime autenticidade e luxo ao litoral do Uruguai

Hotéis em José Inácio transpiram arte uruguaia e design premiado

Rodeado de piscinas e de frente para o mar azul-petróleo, Bahia Vik é um show de arquietura uruguaia

Especial Andrea Miramontes

Na descolada José Inácio, no Uruguai, três hotéis revelam-se verdadeiras obras de arte nas areias charmosas do litoral.

Com vista para a praia estão Playa Vik e Bahia Vik. Já em proposta hotel de campo, e a 10 minutos desses, está o Estância Vik, que foi originalmente construído como casa de descanso da família.

No Playa, arquitetura minimalista inclui vidros gigantes e tetos verdes com jardins. São mimos visuais projetados pelo arquiteto uruguaio Carlos Ott, com inúmeras obras pelo mundo. Ele é o mesmo que fez a nova com a nova Ópera da Bastilha em Paris.

 

playa-vik-menor-hotel-uruguai

Vidro gigante do bar abre para a piscina. Ambientes têm peças de arte de nomes como James Turrell, Zaha Hadid, Anselm Kiefer e Pablo Atchugarry, entre outros

 

O hotel em si já foi pensado como uma escultura. Além da porta gigante esculpida em cobre por Atchugarry, o destaque vai para a piscina de granito uruguaio. Durante o dia, a sensação é de embriaguez de beleza com a borda infinita que se junta ao mar azul-petróleo.

 

 

À noite, a iluminação interna imprime pontos de estrelas no fundo da piscina, como um espelho do céu. Os pontos simulam o mapa estelar do hemisfério sul:

 

playavik-foto-menor

Sim, um show. Quartos levam banheiras esculpidas ora em madeira, ora granito, com vista para um jardim interno. Eles podem ser interligados com a sala da lareira.

No café da manhã, além do buffet com frutas, pães e bolos de castanha, crepes e ovos mexidos são feitos na hora. Delícias para apreciar sem pressa de frente para o mar.

Não deixe de provar também o dulce de leche uruguaio, o melhor do mundo, como mostram as #cadelasviajantes do Instagram:

 

 

Show de design e equilíbrio

Bahia Vik, na beira da praia, é cercado por piscinas e tem a sala central decorada com arte da parede ao teto

Bahia Vik: cercado por piscinas, tem a sala decorada com arte da parede ao teto

 

A poucos minutos de caminhada dele, está o irmão, Bahia Vik, também na praia. São quatro hectares de dunas e vegetação costeira preservada. Nele, o destaque vai para os 11 “bungalows”, construções que abrigam os quartos.

Cada um é feito com materiais diferentes. Um bungalow é inteiro de chapa de ferro, outro, só de vidro. Simplesmente incríveis. Um show de arquitetura no meio da areia em Jose Inacio.

A obra foi projetada pelo arquiteto uruguaio Marcelo Daglio, em parceria com os proprietários, o casal Alexander e Carrie Vik. Dá uma espiada no vídeo aqui. É design na veia:

 


Já o Estancia Vik é o irmão rural. Inicialmente, ele foi construído em 2008 como casa de campo da família, mas acabou virando um hotel.

Ambientes e quartos foram decorados por artistas uruguaios diferentes. Na casa de jogos, o desafio foi criar paredes com os restos de materiais de construção.

No bar do hotel, paredes levam chapas de aço grafitadas com inspiração no ambiente urbano de Nova York. Os dois contrastam com o ar bucólico e rural, mas se integram ao hotel com uma originalidade incrível.

 

Estancia Vik, o hotel de campo do grupo, também tem piscina com iluminação que simula a constelação

Estancia:  também tem piscina com iluminação que simula estrelas

 

A mesma piscina, durante o dia, forma um espelho para relaxar:

 


A sala central é decorada com uma pintura do uruguaio Clever Lara, inspirada em imagens da região feitas pelo Google Earth.

No centro da sala, que também é o centro da propriedade, uma escultura de mármore, de 3,5 metros do famoso uruguaio Pablo Atchugarry finaliza o ambiente, que também leva blocos de cristais e pedras semipreciosas do país nas paredes.

 

Pinturas a mão simulam paisagens do uruguai, pedras semipreciosas fazem decoração das paredes

Pinturas a mão simulam paisagens do uruguai, com escultura de Pablo Atchugarry

 

Em cada quarto, um artista uruguaio conta sua história. Um foi feito pela artista uruguaia Lacy Duarte, única mulher entre eles.

Quando criança, seu pai, que era carpinteiro, fazia bonequinhos – muñeca, em espanhol – lê-se munheca <3 – confesso acho fofa a pronúncia.

Esses mesmos  muñecos  de madeira foram esculpidos na cabeceira da cama, imprimindo sua história ao local (foto abaixo).

Cada quarto, uma história, e todos são diferentes. Para os amantes de vinho, a adega promete fazer sucesso, com o rótulo Vik da família. Simplesmente um luxo.

Veja as dicas mais legais em nossa página do Facebook

Instagram: Inspire-se nas dicas e fotos mais legais! @ladobviagem

Twitter: Sigam-nos os bons!

 

Queridinho de Leo Di Caprio, Arakur é hotel imperdível na Patagônia

 

Hotel tem festa de estrelas de Hollywood e localização incrível em Toronto

 

 

Como chegar?

O transporte público no Uruguai não vai te ajudar a chegar lá. Na verdade, em José Inácio, ele é bem raro. Alugar um carro do aeroporto de Montevidéu é a melhor opção para conseguir conhecer tudo com liberdade.

Os valores para a locação começam em $ 35,86 ( cerca de R$ 120) por dia. Usamos o serviço da Localiza que te pega no aeroporto e leva para a agência, pertinho do começo da Ruta 9, onde começa sua viagem. Tudo fácil. No nosso caso, pegamos um carro chamado Vento, da Volks, opção excelente para famílias.

Você negocia tudo pelo site, e um funcionário da empresa te espera no desembarque do aeroporto. A estrada é excelente, e José Inacio fica a duas horas de Montevidéu.