Facebook
Facebook
Pinterest
SOCIALICON

Sempre há novidades de museus em Toronto, no Canadá. O mais recente deles é o Museum of Illusions, com truques de ótica para confundir a cabeça, que ainda não cheguei a conhecer.

Como amante de arte e arquitetura, indico três lugares maravilhosos que visitei e são a cara da cidade multicultural.

Arquitetura do canadense Frank Gehry no interior impressionante do museu AGO, em Toronto (foto Andrea Miramontes/ Lado b Viagem)

Além dessas 3 lindezas em  lista logo abaixo, há lugares de interesses específicos, como o museu dos calçados, Bata Shoe Museum, com mais de 10 mil pares e a história durante milênios.

Já o museu Museu Aga Khan, novidade na cidade, é dedicado à história das civilizações islâmicas.

Para amantes de esportes, a galeria The Hockey Hall of Fame  conta a história do hockey, além de exibir troféus e itens de jogadores famosos.

The Hockey Hall of Fame traz a história do esporte em Toronto (foto Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Com um acervo em construção, o MocaMuseu de Arte Contemporânea de Toronto) acabou de abrir e ocupa cinco andares de um prédio que já foi industrial, o Tower Automotive Building.

O museu leva novos artistas para os holofotes, com arte moderna. Na proposta há uma relação muito estreita com estudantes e com a sociedade, além de arte provocativa.

Exposição de arte moderna no Moca (Museu de Arte Contemporânea de Toronto) Foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem

Prédio que foi industrial e hoje abriga o Moca (Museu de Arte Contemporânea de Toronto) Foto: Andrea Miramontes/ Lado B Viagem

“Criaremos espaços relevantes, garantiremos que eles reflitam o mundo em que vivemos e sejam sensíveis à natureza diferenciada das comunidades que servimos”, prometem os curadores do museu.

No lugar, divirta-se com arte moderna e contemporânea, além de muita interatividade,  como jogos de dardos, pincéis e canetas para você trabalhar a imaginação.

AGO – Art Gallery of Ontario

Fundado em 1900, AGO foi recentemente renovado pelo arquiteto canadense Frank Gehry, o mesmo que fez o Museu Guggenheim de Bilbao, na Espanha, Walt Disney Concert Hall, em Los Angeles.

Arquitetura de Frank Gehry no interior impressionante do museu AGO, em Toronto (foto Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Na renovação, o arquiteto premiado criou o que críticos de arquitetura consideram “a estrutura de madeira mais complexa da América do Norte”.

Internamente, a escada de madeira em espiral e a imensa estrutura em escamas de madeira, que se assemelha a um casco de navio de cabeça para baixo, convidam à contemplação.

Os lugares também podem render  algumas das melhores fotos da sua viagem.

View this post on Instagram

✔️ na listinha “must see”que nunca termina! Delicioso ? passear pelo @agotoronto feito pelo arquiteto canadense Frank Gehry @frankgehry ??, o mesmo do Guggenheim, em Bilbao, na Espanha . Passe para ver mais fotos. Acompanhe também no stories de Toronto, salvo aí ??????? @chrisfenyo ?? . O museu de arte contemporânea é um dos maiores da América do Norte e fica em Toronto, no Canadá @seetorontonow ??‍♀️? #beautifulmuseums @catracalivreviagem . #MinhaViagemLivre #seetorontonow @seetorontonow #meucliquenafolha #MeuCliqueEstadao #BBCtravel #LoveTheWorld #lovedesign #luxurylifestylemagazine #bestvacations #IamaTraveler @beautifulmatters #beautifulmatters #luxwt #luxuryworldtraveler #cooltravelers #wonderfulplaces #travelawesome #architecture #design #architecture_hunter #architectures_need

A post shared by Andrea Miramontes ??| Travel (@ladobviagem) on

Arquitetura de Frank Gehry no interior impressionante do museu AGO, em Toronto (foto Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

O acervo do museu tem mais de 95 mil peças, entre quadros e esculturas, com uma das melhores coleções de arte canadense.

inclui também maior coleção do mundo de arte de esquimós, antiguidades a obras contemporâneas, passando por Monet, Degas, Vincent Van Gogh e Picasso.

Acervo do museu AGO, em Toronto (foto Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

AGO – 317, Dundas Street West – $ 19,50 (R$ 55)

ROM – 8 mil antes de Cristo

Mistérios do antigo Egito, incluindo múmias de verdade, peças e arquitetura milenares da China (8 mil antes de Cristo) do Japão, estátuas gregas e a vida dos dinossauros .

A visita ao ROM (Royal Ontário Museum), indicada para a família toda, vai te impressionar.

Hall de entrada do ROM, museu de arte e arqueologia impressionante em Toronto (foto Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Interior do ROM, museu de arte e arqueologia em Toronto (foto Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Múmia egípcia de verdade está no ROM, em Toronto (foto Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Na área dedicada aos dinossauros, remontados com ossos reais e réplicas feitas com o trabalho minucioso de arqueologia, não deixe de fazer a famosa foto com o T-Rex.

Um display eletrônico te ajuda a simular um ataque do predador para a imagem.

Quem ama arte japonesa e samurais também vai adorar a ala da história de samurais e cultura japonesa de Kyoto, Tóquio e Satsuma, com cerâmicas e estátuas  raras.

Acervo com arte japonesa no ROM Toronto (foto Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Dentro do Rom acontecem também festas regadas a coquetéis e música, baladinhas no meio de tumbas egípcias raras e dessas obras de arte milenares. Conseguem imaginar?

No lugar, funcionavam 5 museus separados, de Arqueologia, Paleontologia, Mineralogia, Zoologia e Geologia do Royal Ontario, que depois viraram um só.

A arquitetura impressionante externa, com a fachada do museu inspirada em diamantes, foi inaugurada em 2007. Vigas de aço formam cinco estruturas gigantes com vidro, apelidadas de cristais.

A lindíssima Michael Lee-Chin Crystal foi desenhada e executada pelo arquiteto Daniel Libeskind.

Fachada do ROM Toronto, inspirada em diamantes foto: ROM/ libeskind.com)

ROM – 100, Queen’s Park – $ 20 (cerca de R$ 55)

Allen Lambert Galleria

Localizada no centro financeiro da cidade, a galeria fica no Brookfiled Place, em um dos espaços internos mais lindos de Toronto.

Com sorte, você vai topar com exposições fotográficas maravilhosas e gratuitas. Quando fui, estava em cartaz uma exposição da World Press Photo.

Allen Lambert Galleria, em Toronto, onde aconteceu a exposição da World Press Photo (foto Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

O projeto é do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, que, entre outras maravilhas pelo mundo é o responsável pela lindeza brasileira inaugurada no Rio, o Museu do Amanhã.

Calatrava é famoso por, nas palavras dele, tentar “aproximar a fronteira entre arquitetura e escultura, para entender a arquitetura como arte”.

E suas obras de vidro e aço são parte do que os críticos chamam de “arquitetura espetáculo”. É dele também a estação Path, uma das mais caras do mundo, feita no antigo WTC em Nova York.

Allen Lambert Galleria, em Toronto, onde aconteceu a exposição da World Press Photo (foto Andrea Miramontes/ Lado B Viagem)

Como se programar?

Além de guardar este post do Lado B Viagem para usar, você pode procurar por museus e novas exposições no site de turismo da cidade, See Toronto Now.

Neste link do blog, há 8 passeios imperdíveis, especialmente se for sua primeira vez na cidade. Acredite, a viagem vai ficar realmente especial com este roteiro.

Lá você encontra dica de visto que foi facilitado, do voo direto de São Paulo a Toronto, operado pela Air Canada, e de hotéis na cidade.

Amantes de arte também podem se programar para visitar Toronto entre setembro e outubro, quando acontece o Nuit Blanche, festival de arte contemporânea que toma as ruas e prédios da cidade durante a madrugada inteira.

São 12h de arte gratuita e ruas lotadas em busca da criatividade. Isso, sim, é luxo.

O blog viajou a convite do Turismo de Toronto

Nuit Blanche Toronto tem festa de 12h de arte na noite canadense

 

Oito passeios para o roteiro completo em Toronto, no Canadá