Twitter
Visit Us
Follow Me
Pinterest

Maga e Juju têm 30 kg cada. E o porte grande, muitas vezes, é impedimento para um hotel e pousada pet friendly aceitá-las em viagens.

Mas não é problema para a pousada Morada das Nuvens, em Monte Verde (MG). Todos os pets são muito bem-recebidos na pousada charmosa.

Fiz a viagem antes da pandemia se espalhar no Brasil. Agora, a reabertura das pousadas de Monte Verde devem obedecer a protocolos de segurança, e a Morada das Nuvens tomou todas as providências.

“Retornamos em junho e respeitamos a redução da capacidade. Fizemos as modificações pedidas, como cuidados específicos na limpeza, retirada de objetos dos quartos e o álcool em gel sempre disponível”, conta Flávio Gonçalves Marx, o proprietário.

A partir desta quinta-feira (30/07),  hotéis e pousadas do destino poderão operar com, no máximo, 60% da sua capacidade. Nos meses anteriores o limite foi de 40%.

Viagem segura

Desde junho, o uso de máscaras é obrigatório em toda Monte Verde. O destino a pouco mais de 3h de carro de São Paulo fica em Camanducaia, Sul de Minas.

Os chalés da Morada das Nuvens são individuais. Para segurança total, durante a viagem pet friendly, recomendo os cuidados com cachorros durante a pandemia, neste post do Patas ao Alto.

O café da manhã é individual, à la carte, e não buffet. Isso vai de encontro ao que esperamos encontrar em pousadas e hotéis nestes tempos de prevenir covid 19.

Cães bem-vindos

A Morada das Nuvens foi uma das primeiras pousadas do destino de montanhas a receber animais nos quartos.

Há 20 anos pais de pets se hospedam lá. A inspiração foi Doux, o primeiro mascote do lugar, um Old English Sheepdog, a mesma raça da famosa cadela Pricila, da TV Colosso.

Hoje, quem visita a pousada é recebido por Markaduke, vira-lata lindo adotado por eles.

cachorro monte verde

Doux foi uma das inspirações da pousada para aceitar todo tamanho de cachorro

pousada pet friendly

Marmaduke, o atual hostes na Morada das Nuvens, pousada pet friendly em Monte Verde – Andrea Miramontes / Lado B Viagem

Em todas as áreas os dogs estão liberados. Até na de piscina e restaurante, que têm mesinhas externas.

A piscina, coberta e climatizada, e a sauna estão fechadas no momento, parte dos cuidados para segurança durante a pandemia.

Mas assim que tudo passar, ela pode ser aproveitada também no inverno. Mas não pelos dogs, que não podem entrar na água.

São 10 chalés de montanha, todos com varanda e vista privilegiada. Em qualquer um deles você pode levar seu filho de fuça, até nos mais românticos com hidromassagem dupla.

Suítes com hidromassagem também recebem pets

Suíte lavanda é uma das mais concorridas da pousada

Nossa varanda com vista para as montanhas – Andrea Miramontes / Lado B Viagem

Como a pousada fica em declive, aconselho sempre estar com a guia, especialmente em cachorros muito agitados, que podem escorregar do alto.

No jardim, além de flores há várias ervas e árvores frutíferas, de onde saem as delícias do café da manhã, um show a parte que conto logo abaixo.

Juju ao lado do jardim com hortênsias, ervas e árvores frutíferas – Andrea Miramontes / Lado B Viagem

Maga e Juju (@patasaoalto) na área da piscina – Andrea Miramontes / Lado B Viagem

pet friendly monte verde

Piscina está temporariamente fechada por causa da pandemia, minha viagem foi antes do coronavírus se espalhar por aqui – Andrea Miramontes /Lado B Viagem

Café da manhã artesanal

O café da manhã à la parte é um verdadeiro programa. Os proprietários, Flávio Gonçalves Marx e Maria de Lourdes Polidoro, se aprimoraram com cursos de gastronomia, incluindo panificação, na França.

Os resultados são pães de ervas colhidas lá mesmo, quentinhos, na sua mesa. Junte a isso bolos caseiros de laranja com papoula, maçã com canela, entre outros.

Quase tudo orgânico do jardim da pousada. Para a refeição ainda mais completa, escolha um ovo poché com ramo de flor de manjericão ou um crepe doce ou salgado, feitos na hora.

ovo poche pousada pet friendly

Ovo poché com flor de manjericão e cebolinha, no café da manhã da pousada

 

Monte Verde Pet friendly

A pousada está no caminho de várias trilhas famosas, como Platô, Chapéu do Bispo e Pico do Selado.

Mas para subir trilhas de monatanha com seu dog, ele precisa ser um cachorro jovem, sem dores e acostumado a se exercitar.

Maga e Juju já têm 13 e 12 anos, respectivamente. Maguinha está com artrite, então, preferimos as caminhadas floridas ao redor da pousada e na rua principal.

Nela, a rua mais charmosa de Monte Verde, não vão faltar restaurantes que aceitem seu dog.

Antes de ir, cheque se o restaurante está aberto e reserve. Bares e restaurantes tiveram que se adequar às novas normas da Vigilância Sanitária e agora têm capacidade reduzida.

Estabelecimentos comerciais acima de 150 m² poderão funcionar com, no máximo, dez clientes por vez (antes, o limite era de seis clientes), com distanciamento mínimo de 2 metros.

Varandas dos restaurantes aceitam dogs - Andrea Miramontes / Lado B Viagem

Varandas dos restaurantes aceitam dogs – Andrea Miramontes / Lado B Viagem

Comida vegan com seu dog do lado, em Monte Verde - Andrea Miramontes / Lado B Viagem

Comida vegan com seu dog do lado, em Monte Verde – Andrea Miramontes / Lado B Viagem

Alguns com área coberta, como é o caso do Café Pinhão e da pizzaria Napoles. Nesta última, além de coberto o espaço é fechado, e seu doguinho não passa frio.

Apesar do nome, a Napoles não foca só em pizzas e tem risotos deliciosos, massas, foundues, saladas especiais com nozes e queijos. Tudo pra comer do lado do seu dog.

Lembro que, no inverno, Monte Verde pode ter temperaturas abaixo e zero. Então, um restaurante que aceita dogs na área de dentro, e não só na varanda, é uma dica para se guardar.

monte verde pet friendly

Salada da pizzaria Nápoles em Monte Verde – Andrea Miramontes / Lado B Viagem