Twitter
Visit Us
Follow Me
Pinterest

Proibida no Brasil e celebrada mundo afora, cannabis tem folhas e sementes cheias de proteínas, fibras, vitaminas e antioxidantes já descobertos por chefs pelo mundo.

São vários os tipos da planta. Aqui, falo do cânhamo, rico em CBD, substância muito usada na medicina e gastronomia.

Não confunda cannabis com a maconha que se usa de forma recreativa, planta rica em THC, a substância que dá barato. CBD não tem esse efeito.

O que é CBD?

CBD, ou canabidiol, é uma substância extraída do cânhamo para utilização medicinal, em cosméticos, pelo grande poder antioxidante, gastronomia e outros.

“Sementes do cânhamo são  superalimentos. Entre outros benefícios, têm proteína,  aminoácidos, antioxidante, vitaminas e fibras”, ressalta a médica Ailane Araújo, uma das maiores especialistas no assunto no Brasil.

Ela completa que a planta ainda ajuda na imunidade e previne doenças cardíacas, uma vez que quase 30% da semente é omega 3, ou seja, gordura boa.

“Tem ainda minerais essenciais, alto teor de vitamina E, sódio magnésio, enxofre, que elimina toxinas, além de ser rica em ferro e zinco”, diz.

Onde provar cannabis?

Em Londres, visitei restaurantes que usam CBD em drinks, saladas e pastas e o que mais a criatividade mandar.

A chef Camilla Fayed, do charmoso Farmacy Kitchen, faz pratos e drinks. O restaurante londrino plant based fica no bairro Nothing Hill, o mesmo do filme da Julia Roberts.

O drink exclusivo do lugar, logo abaixo, se chama “There is something about Mary”. A receita está na legenda do post do Insta.

View this post on Instagram

🍹Drink de cannabis. Já provou? Ilegal no Brasil, CBD, substância extraída de um dos tipos de cannabis, é celebrada lá fora na gastronomia e medicina. . Nesta semana, sai um especial sobre isso no site 💁🏻‍♀️ com a ajuda da @dra.ailanearaujo 👊🏻 . Drink do #tb no restaurante londrino @farmacyuk – chama-se “There is something about Mary" . Receita: pó de cannábis, baunilha com vodka, xarope de CBD, pimenta, purê de manga e suco de limão 😋 . 👉🏻 Passe para ver meu hambúrguer vegano com catchup de cranberry 😋 e outros pratos #plantbased deste restaurante maravilhoso em #nothinghill . #farmacykitchen #london #vegan #vegetarian #vegetariano #vegano #blogueiravegana #veganinfluencer #cannabiscommunity #cannabis #cbd #cbdhealth #vegetarianfood #veganfood #veganlife

A post shared by Andrea Miramontes ∙ Travel ♻️ (@ladobviagem) on

 

farmacy kitchen em londres

Descolado, o restaurante plant based Farmacy Kitchen, em Londres, faz receitas com cannabis (foto Andrea Miramontes)

Ainda em Londres, durante um roteiro vegetariano e vegano na terra da rainha, experimentei salada com sementes de cânhamo no Wild Food Café.

O restaurante raw food na região de Covent Garden costuma lotar por amantes de ingredientes orgânicos e gastronomia artesanal.

Cinéfilos, atenção. O restaurante fica na casinha  onde foi o estúdio de cinema do grupo de comédia Monty Python (entre 1976 e 1987).

No cardápio, que explica todas as propriedades nutricionais de cada prato, ainda havia shakes, tortas brownies, cremes, sopas, pastas e mais delícias plant based.

View this post on Instagram

#govegan🌱 Raw Food, já provaram? O @wildfoodcafe , em Londres, é um dos restaurantes pioneiros nesse tipo de gastronomia vegana com comida crua e orgânica muito deliciosa! #rawfood . Tem que ser criativo pra montar os pratos. Na minha superssalada, além das verduras comuns, vão abacate, alcachofra marinada, pesto, semente de canábis 🌱e muitas outras delícias que deixam vc satisfeito o dia todo 😋 . O prédio é um show a parte. Mas vou colocar em outro post . @revistavegetarianos me reposta 😍🙋🏻‍♀️ . Turismo, lugares e comidas lindas com #sustentabilidade♻️ e consciência na alimentação . Tudo salvo no stories de 🌱 Londres ☝🏼☝🏼☝🏼 . @lovegreatbritain #vegan #vegetariano #vegantraveller @lovegreatbritain.br @visitlondon #lovegreatbritainbr #vegantraveller @VisitLondonOfficial #visitlondon #london #vegetariano #vegano #LoveGreatBritain #bestvacations #bestlondon #londonsights #jornalOGlobo #MinhaViagemLivre l #LoveTheWorld #veganworld #luxurylifestylemagazine #bestvacations #IamaTraveler @beautifulmatters #beautifulmatters

A post shared by Andrea Miramontes ∙ Travel ♻️ (@ladobviagem) on

View this post on Instagram

#rawfood vegano e delicioso! Onde vc já comeu raw food? Indica pra mim? Aqui: Purê de abacate com brownie do @wildfoodcafe em Londres 💚 e, passando a tela, salada de folhas, grãos e CBD, extraído da canábis 🌱😽 . Há dois anos, fiz uma viagem vegana e vegetariana 🌱 pra descobrir os lugares mais cools de Londres @lovegreatbritain.br @lovegreatbritain 💚e assim incentivar quem ama comida verde a encontrar as melhores opções. Vou colocar o link nos stories 👆🏻 . Raw food é a comida quase crua, que mantém todos os nutrientes. É uma das correntes da comida naturalq . #vegan #veganfood #vegano #vegetariano #veganblooger #vegetarian #vegetarianblooger #wildfood

A post shared by Andrea Miramontes ∙ Travel ♻️ (@ladobviagem) on

 

Nos EUA, a Califórnia está afrente do tempo. Com a cannabis legalizada, cosméticos fantásticos e criatividade na cozinha rolam soltos.

Em West Hollywood, colado em Los Angeles, o Lowell Cafe é um dos mais badalados. Está fechado temporariamente por causa da pandemia (e na minha lista quando voltar ao destino).

Comidinhas veganas e vegetarianas (ou não) são elaborados também com CBD e disputam os pratos dos frequentadores. O café ao lado vende tudo relacionado à planta.

Andrea Drummer é uma das chefs pioneiras a apostar na evolução da cultura da cannabis no Estado.

No Canadá também está legalizada, e é possível achar lugares com receitas únicas que levam CBD. Será um dos meus próximos roteiros veganos e vegetarianos assim que tudo passar.

Benefícios medicinais

Entre as várias espécies de cannabis, o tipo cânhamo é muito usado para extrair CBD. Como tem abaixo teor de THC, não é usado para fins recreativos, nem tem esse efeito.

Estudiosa do assunto, a médica Ailane Araújo se especializou em Cannabis Medicinal (EUA), com certificação internacional pelo Medical Marijuana, também nos Estados Unidos.

AILANE ARAUJO

Dra Ailane Araújo, especialista no uso da cannabis medicinal

A médica brasileira é uma das pioneiras sobre o assunto no Brasil e fundou o Centro Brasileiro de Referência em Medicina Canabinóide (CBRMC), que treina profissionais da saúde para receitar aos pacientes.

Treina também veterinários para receitar aos pets. CBD pode aliviar dores, curar inflamações e ajudar muito bicho doente.

De acordo com o Portal Hospitais Brasil, a cannabis é legalizada para fins medicinais na Argentina, Austrália, Canadá, Chile, Colômbia, Estados Unidos, Israel, Uruguai e em quase toda a Europa.

CBD costuma ser receitado para tratamento de dores crônicas, epilepsia, esclerose múltipla, Parkinson, ansiedade, Alzheimer e alguns tumores.

“Até para ajudar no emagrecimento é excelente, pelo alto teor de fibras e sensação de saciedade. Nas mulheres, ainda melhora os sintomas da menopausa, completa.

Cosméticos

Em cosméticos, CBD tem propriedades hidratantes e anti-inflamatórias excelentes, como conta a médica Andrea Godoy, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e dermatologista da AD Clinica, que atende famosas.

Dra. Andrea Godoy explica uso de CBD em cosméticos

“CBD tem emolientes, refaz a barreira cutânea e é rico em omegas 3/6/9. Anti-inflamatório, é indicado pra acne e rosácea. Ainda não tem liberação para uso em cosméticos no Brasil, mas é algo muito esperado”, ressalta Andrea.

Ela conta ainda que, em vários locais do mundo, são feitos xampus, condicionadores e máscaras, géis, cremes e loções, somente com CBD ou associados a outros ativos.

Como importar?

Por enquanto, aqui, o produto só pode ser importado com receita médica e autorização do governo brasileiro.

“O paciente faz um cadastro no site do governo, solicita a autorização, junta dos documentos e aguarda”, explica a médica Ailane Araújo.

Em média, em 7 dias a Anvisa emite um certificado, que autoriza a importação do produto.

Camden Town, a meca do fast food vegano em Londres

Destinos sustentáveis e viagens com todas as regras de proteção animal. 

  • roteiros veganos e vegetarianos
  • fotos incríveis, em roteiros reais
  • lugares para por na lista

Siga Lado B Viagem

View this post on Instagram

Manda nudes😅 já fez topless? Onde? Conta aí. E ficar nu em uma praia ou hotel de naturalismo? . É difícil tirar a roupa. Passei 5 dias lá e no máximo fiz um topless 😅 . Na Jamaica, o @hedonismjamaica é um resort all inclusive onde vc pode andar pelado não só na praia, mas em todo lugar. A liberdade sem julgamentos . Foto com @goprobr @gopro #hero8black que me salva em passeios de mergulho, caiaque com todas as cores daquele lugar lindo . #gopro #hero8black #jamaica🇯🇲 #iamatraveller #minhaviagemlivre #uolviagem #paradise🌴 #veganblogger #vegetarianblogger #hedonismjamaica🇯🇲 #paddling #island #islandlifestyle #nudism #naturalism #hedonism_travel #topless #toplessbeach #toplesstravels

A post shared by Andrea Miramontes ∙ Travel ♻️ (@ladobviagem) on

 

View this post on Instagram

🐢 mocinha centenária na ilha das tartarugas gigantes 🤩- 200 anos e mais de 100kg, neste paraíso na costa da África, em pleno Oceano Índico, em Seychelles . Passe a seta do post e comente aqui: – tartaruga que teve a perna comida por predadores 😢 – chegada à ilha exótica – vídeo com uma delas de pé, ao lado de turista 😱😱 . 🐢 chegam a 300 kg e vivem até 200 anos. Se eu fosse vc iria👆🏻no stories de Seychelles 🐢🌴❤️ . @visiteseychelles @visitseychelles Estou escrevendo agora sobre o destino. Seychelles é um paraíso, mais de 100 ilhas na costa da áfrica formam o arquipélago. Entre elas está essa, onde as tartarugas gigantes vivem soltas e são protegidas 🙌🏻 . #animalprotection #turtle #meucliqueestadao #meucliquenafolha #minhaviagemlivre #giantturtle #seychelles🇸🇨 #bestvacations #paradise #island #vegetariantravel #vegan #veganblogger #vegetarianblogger #animalprotection #protetoradeanimais #veganismo

A post shared by Andrea Miramontes ∙ Travel ♻️ (@ladobviagem) on