Twitter
Visit Us
Follow Me
Pinterest

Respeitar o ambiente do destino, assim como a comunidade e natureza locais, de forma a ajudar com que se perpetue ou até recupere é uma obrigação no turismo.

No ato de preservar, ações criativas de hotéis e destinos são muito bem-vindas, como ter uma árvore na Patagônia chilena.

Neste começo de 2021, ganhei uma árvore com meu nome (Andrea Miramontes) na Patagônia, mais precisamente na região de Aisén, ao longo da Carretera Austral, a estrada mais icônica da região.

Desde 2012, hóspedes e convidados da rede de hotéis Tierra, no Chile, participam do ritual de reflorestamento. Já foram quase 6 mil árvores plantadas.

tierra

Tierra Patagônia, um dos hotéis mais lindos do Chile

Nos últimos anos, os fatores mais terríveis que desmatam a Patagônia são os incêndios, como explica Fiona Martin, diretora da rede Tierra Hotels.

“Em 2011 e 2012, este ecossistema sofreu um dos incêndios mais extensos do Chile, com mais de 17.600 hectares queimados. É fundamental trabalhar para recuperar o ambiente  e protegê-lo para que nunca mais tenhamos episódios deste tipo”, acrescenta.

Os três hotéis da rede foram classificados entre os 25 melhores Resorts da América do Sul na edição 2020 do prêmio Condé Nast Traveler Readers’ Choice, referência no turismo.

A rede se solidificou em lugares de natureza extremamente frágil, como Patagônia e Atacama, nas quais atua com programas de sustentabilidade.

Sua árvore patagônica

Como conseguir uma árvore com seu nome na Patagônia chilena? De duas maneiras.

Ao se hospedar em um dos hotéis da rede, o visitantes podem fazer parte da ação de reflorestamento.

“Além de nós, qualquer pessoa pode contribuir  plantando uma árvore com o seu nome, com a Fundación Reforestemos“, completa Fiona.

Minha árvore na patagônia fica ao longo da Carretera Austral

Minha árvore na patagônia fica ao longo da Carretera Austral

A executiva explica ainda a importância de reflorestar essa região tão delicada.

“As florestas regulam o ciclo das águas, interceptam e retêm as águas pluviais. A água evaporada das florestas constitui novos eventos de precipitação na atmosfera. As florestas também são uma barreira protetora dos solos contra a erosão. Além disso, suas raízes formam redes para segurar o solo, e, com as folhas que se perdem, formam uma manta orgânica nutritiva e fértil”.

Para destinos sustentáveis, siga o Lado B Viagem no Instagram

Veja também:

Mônaco tem car sharing com carros elétricos pedidos por app

O que fazer em Mônaco, pequeno país, um gigante em sustentabilidade

Londres para vegetarianos e veganos: 5 experiências gastronômicas fantásticas