Facebook
Facebook
Twitter
Visit Us
Pinterest
SOCIALICON

Topar com golfinhos livres, selvagens, nadando do lado do meu caiaque foi uma das emoções mais marcantes que já tive em viagens.

A região sudoeste da Flórida, onde está a cidade de Punta Gorda, é uma surpresa deliciosa no roteiro que estende a tradicional viagem a Orlando e Miami.

A cidade é uma gracinha, daquelas para curtir drinks especiais ao famoso pôr do sol da Flórida em rooftops charmosos, fazer ioga na praia, comer em restaurantes lindos, passear a pé ou com bikes gratuitas.

Ao andar por lá, encante-se com a arquitetura preservada e observe os veículos estilosos pelas ruas.

Centro de Punta Gorda com pubs e motos estilosas (foto Andrea Miramontes)

foto: Facebook/ @RealPureFlorida

Punta Gorda fica na região de Charlotte County, conhecida por um dos ecosistemas mais ricos do Estado.

A cidade fundada em 1884 mantém muitas das construções antigas em seu centro histórico.

Ao redor dela, a região de porto de Charlotte, estão praias localizadas no Golfo do México, onde cheguei de caiaque escoltada por golfinhos, parques de esculturas e até a cidade do futuro, Babcock Ranch, 100% abastecida por energia solar.

A revista Golf Digest classificou a área como 3º melhor lugar do país para se viver e jogar golfe, um esporte que é possível aprender facilmente por lá.

Para se hospedar com melhor localização, bem como o rooftop e o piano bar mais badalados, aposte no Wyvern Hotel. Ele fica bem no centro, pertinho da marina e a poucos passos de onde se pega a bike gratuita.

Rooftop e piscina do hotel em Punta Gorda (foto Divulgação)

Para se locomover na região de Punta Gorda, o ideal é estar com carro alugado. Os passeios  em praias, mangues e parques são a 40 minutos e uma hora dirigindo. Fiz de Uber, o que é possível, mas sai mais caro.

Para chegar, há o aeroporto de Punta Gorda e o de Fort Myers, há uma hora de lá, por onde cheguei.

— Programe-se —

 1 -Caiaque no túnel do manguezal

Ninguém te garante que eles vão estar mesmo lá. Mas foi neste passeio que vi golfinhos a meio metro, livres, do lado do caiaque.

Dá um play neste vídeo do Facebook Lado B Viagem. Antes desse golfinho, pularam muitos do meu lado, mas são rápidos e fica difícil flagrar com a câmera

🐬 no caiaque no mar, em área rica em natureza selvagem quando 🐬😱 – golfinhos livres, na natureza, vêm brincar bem do seu lado 😍🐬.caiaque e stand up paddle no mar, praia e mangrove com as melhores guias (e o melhor nome!) Hooked on SUP – a apenas uma hora de Punta Gorda/Englewood Beach VISIT FLORIDA.Tem mais golfinhos e muito lugar lindo no Instagram @ladobviagem – segue lá! 😍.#lovefl #bestsideoutside #amoflorida #aviarepsbrasil

Posted by Lado B Viagem on Sunday, June 16, 2019

 

O passeio acontece a uma hora de carro de Punta Gorda, em Don Pedro Island, dentro do Charlotte Harbor, segundo maior estuário marinho da Flórida.

Trata-se de um paraíso protegido com vida marinha riquíssima. O passeio pelo mangrouve inclui a travessia pelo túnel e remada até a praia de Don Pedro, onde só se chega assim. Não tem acesso por terra.

View this post on Instagram

Caiaque em um túnel de mangrove, o mangue nos EUA, muito comum na Flórida @visitflorida 👉🏻 passe para ver o vídeo! . O passeio nessa reserva natural cheia de vida – estrelas do mar, caranguejos, corais – fica a uma hora de Punta Gorda @realpureflorida no golfo do méxico. Também passa por uma praia que so se chega de caiaque com direito a golfinhos no caminho 🐬 – feito com aa meninas do @hookedonsup 🙋🏻‍♀️🚣🏻‍♀️ . #bestsideisoutside ☀️ #lovefl #AmoFlorida #aviarepsbrasil . #travelgirl #travelers #beachgirl #floridagirl #floridalife #veganflorida #vegetarianflorida #vegetarian #vegan #vegantravel #vegetariantravellife #veggie #goveggie #govegan #vegetarianblogger . #MinhaViagemLivre #photograph #bestlandscape #meucliquenafolha #MeuCliqueEstadao #BBCtravel #LoveTheWorld #luxurylifestylemagazine #bestvacations #IamaTraveler @beautifulmatters #beautifulmatters

A post shared by Andrea Miramontes 🇧🇷| Travel (@ladobviagem) on

Na praia, além de conchinhas e da possibilidade de ver golfinhos, você encontra também dentes de tubarão na orla.

Esse passeio de 3 horas é tão especial que rendeu um texto só para ele, com muitas fotos e tudo o que você pode encontrar, inclusive manatee, o peixe-boi americano, em extinção.

Peixe-boi do lado de caiaque na área do Don Pedro (foto: Hooked on SUP)

2 – Bikes gratuitas

Para conhecer a cidade toda, aproveite o programa gratuito de empréstimo de bicicletas de Punta Gorda, conhecido como Yellow bikes. Mas cuidado, tem que devolver até as 17h, então empreste logo cedo, às 10h.

Além das ciclovias, vá pelos trechos ao longo do Rio da Paz. Seu almoço será no Fishrmen’s Village, uma concentração de restaurantes em um pier charmoso. O lugar costura ter também shows ao vivo.

Fishermen’s Village também é o melhor lugar para aproveitar o pôr do sol no destino.

Mural em Punta Gorda (foto Andrea Miramontes)

Fishrmen’s Village (foto Facebook/punta gorda/englewood beach)

Outra rota leva a pedalar pelo tour dos murais da cidade. Há um miniguia com mapa que mostra onde estão.

O Punta Gorda Historic Mural Society, que organiza os murais, é uma instituição sem fins lucrativos dedicada a preservar a história da cidade.

3 – Parque de esculturas

O nome do parque, Peace River Botanical & Sculpture Gardens, já adianta o que você vai encontrar por lá: jardins lindos, plantas exóticas, esculturas gigantes e ímpares.

O parque está localizado no rio da paz, e é considerado um oásis com diversidade de cinco ecossistemas, incluindo pântanos. Há um mangouve que se pode visitar com o acesso de uma ponte.

 

Entre as esculturas, uma de Andy Warhol chamada Yellow Andy, feita pelo artista  Jack Dowd. Mas amei mesmo a gigante Ostriches, com chineses em alumínio.

As esculturas de Yu Zhaoyang foram vistas em Siena, na Itália, mas moram neste parque. São impressionantes.

Adnrea Miramontes / Lado B Viagem

Water Lilies no parque de esculturas – Andrea Miramontes / Lado B Viagem

Andrea Miramontes / Lado B Viagem

Ostriches, minhas esculturas preferidas no jardim botânico de Punta Gorda (Andrea Miramontes / Lado B Viagem)

Andrea Miramontes / Lado B Viagem

Andrea Miramontes / Lado B Viagem

4 – Ioga na praia

Há 40 minutos de carro da Punta Gorda estão as praias, incluindo Englewood Beach.  As aulas acontecem todos os dias com a escola Loving Light Yoga.

Com duração de uma hora, a aula é gratuita, mas eles sugerem uma doação de 5 dólares. Leve uma toalha ou seu mat.

Andrea Miramontes / Lado B Viagem

Não há idade máxima ou mínima. Nem se preocupe com estar em forma ou ter fôlego para fazer.

A ioga superinclusiva do grupo é tranquila e iniciantes vão conseguir fazer a aula toda sem problema.

5 – Rooftop e piano bar

O happy hour com som ao vivo é no Perch 360, rooftop, localizado na cobertura do Wyvern Hotel.

Aproveite para jantar. O menu com ervas frescas foi bolado pelo chef John Ellis. Não deixe de provar os drinks do lugar.

Escolhi um martini com manjericão e lichia que não vou conseguir esquecer jamais. Para o jantar, pedi couve-flor gratinada com azeitonas.

Depois, desci ao piano bar.

Andrea Miramontes / Lado B Viagem

A proposta do lugar não é só para vegetarianos e veganos, como eu, mas há muita coisa verde gostosa, uma vez que o dono é vegetariano.

6 – Comunidade mais sustentável do mundo

Inclua a visita a Babcock Ranch, pequena comunidade que parece a cidade do futuro. Fica a uma hora de Punta Gorda.

O destino é 100% sustentável, tem veículos elétricos sem motorista para transportar pessoas ao comando de app, e absolutamente  tudo é abastecido por energia solar.

Eventos acontecem nas áreas públicas da comunidade sustentável – foto divulgação

É o lugar sustentável que já pisei.  A comunidade nasceu assim, desde a primeira grama plantada.

Almoce por lá no Table and Tap, restaurante orgânico com o conceito Farm to Table. Tudo que se consome foi produzido na comunidade.

View this post on Instagram

#govegan💚 e vegetarian na primeira cidade dos EUA 100% sustentável Babcock Ranch, 🌎, na Flórida, a meia hora de Punta Gorda. Vcs viram no stories que lugar inacreditável? É uma comunidade ainda e vai virar cidade. Toda abastecida por energia limpa: solar e gás ☀️ e cheia de novidades, como o uber robô 😂😱 . Esse é um, dos 2 restaurantes do lugar. Tudo consumido na cidade é orgânico e produzido aqui . Fotos da @solotravelgirl 💁‍♀️ – na primeira foto, wrap vegano com grãos, castanhas e abobrinha, delicioso e perfumado! depois, dois vegetarianos! Um tem melancia com balsâmico e queijo de cabra e o outro é o bolinho de queijo de cabra 😋 com mel. Sério, vou fazer em casa 😋 . #bestsideoutside @realpureflorida ☀️ #lovefl #amoflorida @visitflorida #aviarepsbrasil . #travelgirl #travelers #beachgirl #floridagirl #floridalife #veganflorida #vegetarianflorida #vegetarian #vegan #vegantravel #vegetariantravellife #veggie #goveggie #govegan #vegetarianblogger #veggiegirl

A post shared by Andrea Miramontes 🇧🇷| Travel (@ladobviagem) on

 

7 – Reabilitação de animais selvagens

O Peace River Wildlife Center é um centro que trabalha para a conservação da vida selvagem.

Além de educar a população, serve de abrigo para muitos animais que correm risco de extinção ou que precisam de reabilitação, a fim de voltarem ao habitat  natural.

Foto Facebook/ punta gorda/englewood beach

Águias, corujas, tartarugas, gatos selvagens e outros animais que passaram algum tipo de problema são reabilitados no local.

Punta Gorda fica em uma região de fauna e flora muito rica, e nada mais natural que o destino preserve o que tem de mais valioso, que é também uma das razões de encantamento do turista que pisa por lá.

Don Pedro Island State Park: caiaque por túnel de mangrove com golfinhos livres na Flórida

Fort Myers e Sanibel têm golfinhos livres e santuário de aligátores