Facebook
Facebook
Twitter
Visit Us
Pinterest
SOCIALICON

Há 30 anos caía o muro de Berlim, e o evento ultrapassou as fronteiras do país, tornando-se símbolo da união de povos.

Com o muro, a parte oriental da cidade estava murada, isolada. No muro, pessoas morreram. O Muro de Berlim, símbolo da divisão de Berlim e Alemanha e da Guerra Fria, finalmente desabou em 9 de novembro de 1989.

A construção do Muro de Berlim em 1961 resultou na divisão da Alemanha Oriental e Ocidental e no cerco de Berlim Ocidental pelos wall.

Centenas de pessoas perderam a vida na fronteira do leste para o oeste. Após uma escalada de protestos no final da década de 1980, as passagens de fronteira foram inauguradas em 9 de novembro de 1989.

foto: britannica.com – imagem feita um dia depois da queda do muro, quando todos podiam acessar os dois lados

A revolução pacífica reuniu o povo da Alemanha. Berlim mudou drasticamente desde a queda do Muro e a reunificação alemã: as duas paradas da cidade se fundiram mais uma vez, edifícios históricos foram restaurados e todos os novos distritos e edifícios magníficos surgiram.

O que resta do Muro? Onde os restos concretos, lembretes do Muro, ainda podem ser encontrados.

O curso dos 40 km de extensão está na paisagem urbana. Há tours em Berlim, mde bike ou a pé, que contam a história do muro.

Em certos intervalos, existem placas de metal no chão com a inscrição: “Berliner Mauer 1961-1989” (Muro de Berlim 1961-1989). Em outros pontos, o muro passava bem onde estão prédios.

Você pode locar uma bike e fazer por conta o roteiro por parte de onde passou o muro. Uma série de eventos marcam a queda do muro, e você pode se programar na página do turismo da Alemanha.

foto: pixabay – alguns trechos do muro estão por lá, cheios de grafite, e podem ser visitados. O jeito mais legal é com o aluguel de uma bike

Trilha do Muro de Berlim

A Trilha do Muro de Berlim marca o curso do trem das fortificações da Alemanha Oriental em torno de Berlim Ocidental. Ela se estende por cerca de 160 km ao redor da metade ocidental da cidade.

O caminho para ciclistas e pedestres percorre a estrada Zollweg (Berlim Ocidental), ou a Kolonnenweg, que os guardas fronteiriços da Alemanha Oriental haviam construído para suas patrulhas na Todesstreifen [faixa da morte], a zona militarizada.

A trilha tem placas postadas ao longo do caminho. Existem quarenta pontos fornecendo informações em vários idiomas sobre a divisão da Alemanha e a construção e queda do Muro de Berlim.

Fotografias e texto narram a história de eventos particularmente dramáticos que ocorreram em um determinado local e lembram a situação política e a vida cotidiana na cidade dividida.

Para facilitar o planejamento de passeios ou viagens de bicicleta, o Muro de Berlim é dividido em quatorze seções individuais.

Cada um tem entre 7 e 21 km  de comprimento. O início e o fim de todas as etapas podem ser alcançados com o sistema de transporte público local. Além disso, sempre é possível pegar uma bicicleta a bordo do metrô, trem e trens regionais em Berlim.

Fonte e texto: Centro de Turismo Alemão (DZT)

O que fazer em Mônaco, pequeno país, um gigante em sustentabilidade

Sou uma das embaixadoras GoPro no Brasil 🙂

Você pode se inspirar das fotos mais legais pelo Instagram do Lado B Viagem, seja muito bem-vindo!

Babcock Ranch, na Flórida, a comunidade mais sustentável do mundo

Nadei com arraias selvagens em Stingray City, nas Ilhas Cayman. Como é?

Roteiro de Harry Potter em Edimburgo, na Escócia, onde o bruxo nasceu

 

Clique e veja os lugares e países com opções vegetarianas e veganas mais deliciosas do mundo!

Veggies & Drinks