Twitter
Visit Us
Follow Me
Pinterest

Nada mais poderoso do que o nosso consumo. O que você consome representa o que apoia, já pensou nisso? Ao preferir hotéis com atitudes sustentáveis, você manda seu recado verde ao mercado.

Para ser sustentável é preciso investir. O investimento deve ser encarado como preservação e contribuição que aquele hotel faz para a sociedade e a natureza que o cerca.

Como hóspede, preste atenção a alguns pontos antes de escolher seu hotel.

 

1 – Lixo: quantidade e descarte

Não adianta estar num paraíso de águas cristalinas, mas cujo hotel descarta todo seu lixo na natureza.

Como hóspede, você também vai ajudar a matar peixes e espécies marinhas. Se isso incomoda já estamos no caminho certo.

Ao visitar o hotel, preste atenção se há descarte seletivo, separação de plásticos, vidros, para encaminhar à reciclagem.

Também repare nas embalagens, como de água, amenities e excesso de descartáveis. O ideal é a substituição do plástico por vidro, como nas garrafinhas de água.

Nos amenities, hotéis que têm produto de qualidade em dispenser próprio,  preenchido com refil, saem na frente. Quanto mais plástico de descarte, pior.

2 – Energia solar

Energia solar já é uma tecnologia bastante comum, mas requer mais investimento no período inicial, para instalação. Depois, se paga com o tempo.

Hotéis que se preocupam com esse investimento já estão no caminho da sustentabilidade e merecem nossa atenção.

seychelles

Le Duc de Praslin, em Seychelles, é todo abastecido com energia solar e tem piscinas de água potável

Mas por que solar? Porque a energia vinda do sol é  limpa e reduz a emissão de CO2 na atmosfera.

De acordo com Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (ABESCO) mesmo a microgeração de energia , como nas casas, já impacta profundamente na atmosfera.

Uma residência placas solares pode reduzir cerca de 1,3 toneladas de CO2 na atmosfera em um ano.

O excesso de gás carbônico na natureza é um dos principais vilões da camada de ozônio, que, afetada, causa aquecimento global.

3 – Ajuda à comunidade e comida local

Ter funcionários recrutados na comunidade local impacta diretamente na riqueza ao redor daquele hotel.

Muitos lugares dão ainda treinamentos em escolas de hotelaria, criadas no entorno, como acontece em Imbassaí, na Bahia.

Escola de hotelaria na Bahia, apoiada pelo Gran Palladium Imbassaí

Escola de hotelaria na Bahia, apoiada pelo Grand Palladium Imbassaí

A comida local também impacta. Quanto mais importados consumimos, mais poluímos, por causa de transporte e toda cadeia para que aquele alimento chegue à sua mesa.

Hotéis que consomem comida local ajudam a aproximar o pequeno agricultor do público, valorizam a culinária regional do destino onde estão e, portanto, ajudam economicamente aquela comunidade.

Ao consumir, você também contribui para que aquela comunidade seja mais preservada e de renda melhor distribuída.

Ama natureza, proteção da fauna e lugares responsáveis? Siga @ladobviagem:

O que fazer em Mônaco, pequeno país, um gigante em sustentabilidade